DOR DE SAUDADE

Home Acima

 

DOR DE SAUDADE

 

QUANDO A SAUDADE BATER QUE DOER
EU VOU FALAR
QUE ESSA DOR QUE ME INVADE AGORA
LOGO VAI PASSAR
E SE O DESTINO BRINCAR COM VOCÊ
E QUISER VOLTAR
EU DEIXO A PORTA ABERTA, ABRO AS CORTINAS
PRO MEU BABY ENTRAR

SERENOU NOS OLHOS DO MEU BEM
LÁGRIMAS DE AMOR QUE FAZ TÃO BEM
SAUDADE BATENDO, EU A CHORAR
AMAR DE VERDADE É UMA SÓ VEZ
A CHUVA QUE CAI RETORNA AOS CÉUS
LÁGRIMAS ORVALHAM O MEU OLHAR

QUANDO A SAUDADE BATER QUE DOER
EU VOU FALAR
QUE ESSA DOR QUE ME INVADE AGORA
LOGO VAI PASSAR
E SE O DESTINO BRINCAR COM VOCÊ
E QUISER VOLTAR
EU DEIXO A PORTA ABERTA, ABRO AS CORTINAS
PRO MEU BABY ENTRAR

MEU DENGO FOI EMBORA
MAS, UM DIA VOLTARÁ
SERÁ?

A SAUDADE ME MALTRATA
MAS, UM DIA MORRERÁ
SERÁ, SERÁ, SERÁ?
 

 

AUTOR – VAL CAETANO

Telefone (75) 3241-1261
Celular (71) 9614-1038
E-mail banda.dissidencia@gmail.com

 

Desenvolvido por: D@be®t (75) 3241-4241